Boas vindas ao Outono|Regresso ao original

O grande dilema das mulheres: Pintar o cabelo ou deixar natural


 


Olá meninas espero que estejam bem, o post de hoje é sobre o grande dilema de todas as mulheres nas alturas de mudanças de aspecto. Como todas nós sabemos há alturas da vida em que necessitamos o mais rapidamente de nos sentirmos diferentes, mais giras ou mais leves, ou até arranjar forma de subir a auto-estima... É nesse momento que ponderamos logo e sem ponderar que queremos alterar a cor do cabelo... não poderíamos alterar o que vestir, ou fazer um penteado que vá favorecer-nos, queremos decididamente pintar sem pensar nos prós e contras que teremos depois como consequência do nosso acto.


 


Pensamento a ter antes de pintar...


 


DSCN1748.JPG


 


 


Antes de colocarmos coloração devemos ponderar se é o que queremos decididamente... Após obtermos a resposta a esta primeira pergunta, ganhamos a consciência que coloração com o crescimento vai saindo e com as lavagens vai abrindo...


 


Ou seja com esta hipótese apercebemo-nos de que monetariamente iremos gastar mais dinheiro, ao retocar a raiz, potenciar a cor, e todos os tratamentos de hidratação que necessitam ser feitos para manter a aparência de um cabelo saudável, e sem pontas duplas.


 


Há meses atrás sentia-me muito carregada, por ser morena e o meu cabelo ser muitíssimo castanho escuro. Tinha curiosidade e gosto em colocar o cabelo mais claro.. mas não tinha noção do quanto abriria o 'castanho caramelo' que lhe teria colocado... Durante os primeiros meses, vá não exagerando durante os primeiros dois meses não notei qualquer alteração, sendo que o cabelo cresce 1cm a 1,5cm por mês... Ao fim de 3 meses tinha a raiz completamente visível, e comecei a sentir-me desconfortável, sabia que não tinha um aspecto muito saudável e que até poderia ser considerada descuidada... por isso comecei a fazer-lhe um apanhado na franja para assim 'disfarçar' o que não podia ser disfarçado... 


 


Comecei a ver fotos, de quando era autêntica, quando tinha a minha cor original e apercebi-me que após varias colorações desde castanho chocolate, a castanho claro e depois a castanho caramelo, só ainda tinha feito nuances o que ajuda a alterar a aparência, trazendo luz ao rosto, sem que agrida a raiz, e com a possibilidade de sair rapidamente através do comprimento do cabelo... Aí arrependi-me de já ter pintado o cabelo todo por completo... E decidi mais uma vez que era altura da mudança.


 


2015-09-16 14.22.27.jpg


 


Hoje estou de volta ao original, ao autêntico e com uma sensação quase como de regresso a casa, sinto-me novamente eu, única com vim ao mundo e como continuarei... Adoro colorações e tendências, mas ponderei bem e com todos este exemplos vos digo que provavelmente já estarei assim por longo prazo. Não irei aqui jurar, nem prometer, porque todas sabemos que não adivinhamos o dia de amanhã. Mas pensando no agora, no hoje, e neste momento estou a sentir-me muito muito bem, por estar como sou cabelo castanho escuro, muito escuro mesmo é a cor do meu cabelo natural. 


 


Sinceramente eu sempre gostei, e hoje não me recordo porque quis pintar o cabelo, mas sei seguramente o porquê de querer regressar a esta foto actual, e estou felicíssima por o resultado.


 


Vocês gostam? , Estão indecisas no momento se colorem ou não o cabelo? , Espero por de ajudar-te!


 


Além de te deixar o meu testemunho acima descrito com a maior sinceridade... deixo 3 dicas para tentar ajudar antes da decisão.


 


1. Diminuir custos| Deixar de preocupações


Manter o tom que coloramos como vos disse não é fácil e muito menos uma decisão que fica económica.  Por isso se estão num momento de transição para a cor natural, tal como eu, notarão uma imensa diferença na 'carteira'- Por isso, quando você resolve voltar à cor original, os gastos com os fios diminuem drasticamente. O dinheiro que sobra pode continuar a ser investido no próprio cabelo, ajudando e tratando com hidratações capilares. No que toca ao início de despreocupações, porque já não haverá o dilema da altura para retocar a raiz e de fazer mil e umas hidratações para aguentar e prolongar a cor por mais tempo. Aceita o tom natural e relaxa.


 


2. Ajudar o teu próprio cabelo a crescer, Manter os fios capilares a 'vender saúde'


Colorir, Escurecer| Clarear, , todos estes actos mexem com a saúde e com a estrutura dos fios do cabelo. Um conselho de amiga, deixa de mexer na cor natural do cabelo, ou então faz luzes leves. 


Relembrando que os fios capilares recentem-se imenso aos químicos, pode acontecer o cabelo enfraquecer e aparecer queda de alguns fios...


 


3. Dar um tempo para que o cabelo fique melhor em futuras experiências.


Se o que queres a pés juntos é colocar coloração no cabelo, deixa que a primeira coloração saia totalmente da raiz aos fios, faz um tratamento com queratina para devolver a hidratação ao fio e prepara-o para outras futuras mudanças. Respeitando sempre um ciclo de tempo necessário para a sua reconstrução e reestruturação.


 


A terminar...


Para terminar deixo-vos um conselho de amiga para amiga... Quem conhece? Quem não conhece? Quem já experimentou a eleo, nova gama cabelos da Oriflame.


 


Sem Título.png


 


 


Gama que promete a reconstrução total dos fios do cabelo, que promete devolver o brilho e sedosidade... Constituída por óleos naturais de Argão e Rosa.


 


Que podem ter acesso aqui:


Châmpo


Condicionador


 


Máscara


Óleo Reconstrutor de Pontas


 


 


Espero ter-te ajudado e não ter sido de todo chata, apenas aconselho à ponderação até esgotar todas as hipóteses em aberto. Muito Obrigada por continuares a acompanhar-me.


 


Podem seguir-me em


http://cosmobeauty.pt


  


facebook.com/CosmobeautyDP


 Página Cosmobeauty by Daniela Pereira


 


Youtube: Daniela Pereira CosmoBeauty


Instagram|Pinterest|Twitter: @danielaepereira


 


Email: danielaalexandraepereira@gmail.com 


 

2 comentários:

  1. Gostei do post :)
    De facto gosto muito da minha cor de cabelo e nunca pensei mudar mas achei interessante :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Muito Obrigada querida, sim de facto já mudei de cor, mas não há nada como o que é nosso e apercebi-me disso certamente, quando fiquei com o tom de cabelo mesmo mais claro.. Então sinto-me melhor assim e quis passar a mensagem.

    Que bom que gostaste, obrigada pela tua presença aqui no blog. Beijinho

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.